RESENHAS

Resenha | O Assassino do Rei, Robin Hobb

Mesmo alguns dias após finalizar O Assassino do Rei, eu não sei muito bem o que pensar, apenas sentir. Então vamos falar de sentimentos. Sempre me preparo para encarar os livros da Robin Hobb, porque ela possui a incrível capacidade de despertar em mim as mais diversas emoções.

Resenha – Aprendiz de Assassino (Saga do Assassino #1)

O maior exemplo disso é este livro aqui. Seria precipitado arriscar que a primeira leitura finalizada do ano também estará presente entre as melhores? Acredito que não, porque esse livro aqui não tem nenhum defeito. Do início ao fim, a história apresenta um ritmo impecável, onde muita coisa acontece.

Fitz sobreviveu a sua primeira grande missão. Foi por pouco e as consequências muito graves. Com muita dificuldade ele tenta se recuperar para voltar à corte e encarar a realidade. A realidade de ser um bastardo, que faz o trabalho sujo do rei e tem inimigos que o querem morto. Mas para cada inimigo, Fitz descobriu que ele também possui aliados e pessoas que se importam de verdade com ele.

Como eu já havia gostado bastante de O Aprendiz de Assassino, a maior surpresa foi me deparar com um livro infinitamente superior. Devorei a primeira metade do livro muito rápido, me perguntando quando a história iria desacelerar. Não que ela possua muitos momentos de ação, mas ela avança num ritmo impressionante.  Nenhuma linha é desperdiçada, e acreditem em mim, o livro nem parece possuir mais de 700 páginas.

“Pedra angular. Portão. Entroncamento. Catalisador. Você foi tudo isso e continua sendo. (…) Você cria possibilidades. Enquanto você existir, o futuro poderá ser guiado”.

O que mais me impressiona é a capacidade da autora de trabalhar tão bem os personagens, mesmo quando a narrativa está restrita aos olhos de Fitz. Todos eles são incrivelmente complexos e muito reais. Nada é forçado, ela vai distribuindo as características de cada um no seu devido tempo, e quando você menos espera se depara com um personagem pleno e muito bem construído.

E para mim, esse aspecto é o que mais me toca durante uma leitura. É claro que aprecio uma boa construção de mundo e um enredo bem trabalhado, mas eu dependo dos personagens para me envolver de verdade com a história. Robin Hobb os constrói perfeitamente bem, me fazendo amá-los ou odiá-los com muita intensidade, então eu só quero abraçar este livro para sempre.

Para a minha felicidade, eu mais me aproximei e torci pelos personagens do que os odiei. Continuo imaginando as mortes mais cruéis e demoradas para a turma de Majestoso e cia, mas o número de personagens presentes em minhas preces – para que nada de mal aconteça a nenhum deles – está muito maior.

“Há um lugar onde todo o tempo é agora, e onde as opções são simples e sempre suas”.

Quando a leitura se aproxima do final, de praxe eu já espero pelo pior. Antes de ser a rainha da construção dos personagens, a autora também é a rainha da sofrência. E dói, viu? Li o final todo de uma vez, com o coração apertado e dolorido. As histórias que Robin Hobb cria tem suas camadas de crueldade, muitas intrigas políticas e situações complicadas que te fazem perder o sono pensando nas soluções.

Tive que me segurar para não pegar A Fúria do Assassino logo na sequência. Decidi refrescar um pouco mais este livro e assimilá-lo melhor. Além do mais, sei que precisarei me preparar novamente para o que está por vir. Apesar de muita coisa interessante ter acontecido, os principais mistérios e conflitos envolvendo os Seis Ducados serão resolvidos no último livro, então me sinto apreensiva desde já. Será a primeira vez que irei concluir uma história da autora, e sinceramente, não sei o que esperar. Apenas que ela tenha piedade do meu coraçãozinho, rs.

A Saga do Assassino traz tudo o que eu mais gosto em um livro: a imersão de vivenciar cada página, de sorrir durante a leitura prazerosa e lamentar quando tiver que me despedir dela.  O meu livro favorito da autora até então era O Navio Arcano, mas sinceramente, O Assassino do Rei está páreo a páreo com ele, então não é exagero venerar este livro. Todo fã de livros de fantasia precisa conhecer essa saga.

“Os lobos não têm reis”.


O Assassino do Rei

Título: O Assassino do Rei (Saga do Assassino #2)
Autora: Robin Hobb
Tradução: Jorge Candeias
Editora: Leya
Ano: 2014
Páginas: 736
Skoob | Goodreads | Amazon

SINOPSE: Uma nova e perigosa missão coloca a coragem de Fitz à prova. Será ele capaz de carregar o destino Reino em suas mãos?
O jovem Fitz, filho ilegítimo do nobre Príncipe Cavalaria, é ignorado por toda a realeza, exceto pelo tortuoso Rei Sagaz, que o treinou na obscura arte do assassinato. Fitz mal acaba de sobreviver à sua primeira missão, que quase esfacelou sua alma, e retorna à corte onde foi jogado de cabeça no tumulto da vida real.
Com o Rei à beira da morte, e com seu único aliado envolvido em uma missão com poucas chances de sucesso, o trono em si está ameaçado. Enquanto isso, o traiçoeiro Navio Vermelho renova seus ataques aos Seis Ducados, abatendo os moradores de todas as cidades da costa. Neste momento de grande perigo, fica claro que o destino do reino pode estar nas mãos de Fitz – e seu papel em sua salvação pode requerer de Fitz seu último sacrifício.

7 Comentários

  • Jessica Rabelo

    Oi Gi
    Quanto mais você fala dessa autora, mais sinto vontade de ler. Não tenho certeza como me comportaria com a leitura, mas esse mundo fantástico e personagens bem construídos me dá um ânimo daqueles para realizar a leitura.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

  • Viviane

    É cada livro que vc me mostra, que a wishlist só cresce hahaha
    e eu acho que é super válido esse ser um dos melhores! Eu acabei de ler Ainda sou eu e tenho a mesma sensação de que será favorito no ano!
    Isso é começar muito bem 2019!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

  • Eloise

    Oi Gisele
    Super amei a resenha e fiquei com gostinho de conhecer a escrita da autora. Na verdade eu comprei ano passado o Navio Arcano numa promoção em uma loja aqui perto de casa por R$10,00. Eu não estava pensando em ler por agora, mas você me fez repensar sobre.
    Este livro parece ser muito envolvente, adorei saber que a construção das personagens é bem desenvolvida e a leitura apresenta uma ótima fluidez. Nem preciso dizer que estou louca para conhecer.

    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com/

  • Viviane Almeida

    Oi Gisele, tudo bem? A história desse livro é muito interessante, apesar de ainda não ter lido ele, conheci ela através de algumas resenhas e, fiquei com muita vontade de comprá-lo mas, na hora que vi o nome da editora Leya em cima, logo pensei na diagramação com letras apertadas que a maioria do livros dela possui e, desisti da compra.

    Mesmo assim, quando terminei a leitura da sua resenha ainda fiquei com vontade de conhecer a história, principalmente, sabendo que a autora escreve fluidamente. Ótima resenha e, parabéns pela foto.

    Beijos e Abraços VIVI
    Resenhas da Viviane

  • Jacqueline Vasconcelos

    Oi,tudo bem?

    primeiramente: minha lista de leitura só aumenta por causa desse blog kkkkk e em segundo lugar: Socorro , que livro é esse? pelo que pude ver mereceu ser favoritado e a escrita da autora ser maravilhosa. Nunca li um livo com mais de 700 páginas, mas a leitura sendo interessante assim , sempre é bom conhecer…irei procurar o primeiro livro via Amazon.

  • Maria Helena Medeiros

    Oii!
    Não acredito que não conhecia esse livro, a saga ou a autora kkk (Em que mundo vivo?). A autora deve ser realmente incrível, porque é um pouco difícil prender o leitor e fazê-lo gostar tanto assim de uma obra um tanto longa. Isso aumentou ainda mais minha vontade de ler!
    Gostei muito da sua resenha e da premissa dele, amo livros assim. Esse com certeza vou adicionar na minha lista e pesquisarei mais sobre a autora e seus livros. Acabou me dando uma excelente indicação, obrigada!

    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *