• Resenha | Crônicas de Espada e Feitiçaria, Gardner Dozois

    Eu não sou a maior fã de contos. Muito pelo contrário, quem me acompanha sabe que eu gosto mesmo é de calhamaços e de séries longas, que apresentam uma trama complexa, com mundo e personagens bem desenvolvidos. Porém, quando me deparei com o lançamento de Crônicas de Espada e Feitiçaria, o time de autores que compõem a antologia me encheu os olhos, especialmente os que eu já sou bastante fã, como Robin Hobb, Scott Lynch e George R. R. Martin. Mas também a promessa de conhecer a escrita de autores renomados que ainda não vieram para o Brasil também garantiu parte da empolgação.

  • Resenha | O Aprendiz de Assassino, Robin Hobb

    A #MML2018 (Mega Maratona Literária 2018, ou como eu carinhosamente chamo, Melhor Maratona Literária) foi criada pelo Victor do Geek Freak, com o intuito de dedicarmos as primeiras semanas dos próximos 6 meses para ler os livros encalhados da estante. Preciso explicar o porquê essa é a melhor maratona? Finalmente pude me organizar e encontrar um espaço entre as leituras de parcerias e os famigerados furadores de fila para ler livros esquecidos, que seguem tímidos e ofuscados pelos lançamentos tentadores.

    Creio que eu não poderia ter começado melhor, porque ao iniciar O Aprendiz de Assassino me reencontrei com Robin Hobb, a autora do “amor à primeira história”. O Navio Arcano continua sendo o meu livro favorito dela, mas este me trouxe uma experiência diferente, ao mesmo tempo em que reforçou as características que mais gostei  com relação a sua escrita: a narrativa detalhada, capaz de descrever cenários e sentimentos com muita precisão, além do seu dom para construir personagens. Principalmente os odiosos.

  • Para cada autor, uma autora.

    Olá abduzidos, tudo bem com vocês?

    Nunca é tarde para construir metas, ainda mais quando estamos consideravelmente no início do ano. Quando se trata dos meus gêneros favoritos, fantasia e ficção científica, infelizmente temos autores predominantes do gênero masculino no mercado, o que vem mudando (muito) aos poucos.

    Fiz um levantamento rápido das minhas leituras do ano passado voltadas a esses gêneros, e percebi que acabei por ler mais livros escritos por homens do que mulheres, algo que pretendo mudar.