Resenha | Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie

Finalmente chegou o momento de conhecer a rainha do crime, Agatha Christie. Apesar das inúmeras indicações e um gênero que me interessa bastante, por algum motivo eu empurrei essa leitura com a barriga por um longo tempo. A primeira coisa que pensei no momento em que iniciei a leitura foi “Por favor Agatha, me surpreenda”, e ela surpreendeu. Muito!

Hercule Poirot é um detetive particular experiente e famoso pela resolução de vários casos populares e complexos. Durante uma tempestade de neve muito forte, o Expresso do Oriente – trem onde ele está viajando – é obrigado a parar. É durante essa parada que ocorre um crime que coloca Poirot no lugar e na hora certa para desvendar mais um mistério. O detetive tenta desvendar o crime analisando o local do assassinato – que apresenta diversas pistas falsas – e entrevistando todos os passageiros.

Os personagens foram muito bem apresentados, cada um com a sua personalidade e peculiaridade, mas a característica mais interessante e que fez a leitura ficar mais divertida, foi o fato dos personagens apresentarem traços caricatos. Cada um com o seu toque de mistério contribui com o clima de suspense e a necessidade de tentar descobrir quem realmente está por trás do crime.

“-…E, ainda assim, a cena se presta para um romance, meu amigo. Ao nosso redor, há pessoas de todas as classes, nacionalidades e de todas as idades. Por três dias, essas pessoas, estranhas entre si, são reunidas num só lugar. Comem e dormem sob o mesmo teto, não podem fugir umas das outras. Ao final de três dias, despedem-se, cada uma segue o seu caminho, talvez para nunca tornarem a se ver.”

Vergonhosamente, preciso admitir que todas as minhas tentativas de resolver o mistério do assassinato resultaram em fracasso. Não foi por falta de tentativa, porque me empenhei bastante. Fiz várias anotações, sobre os personagens e situações estranhas. Acho que a narrativa simples e direta de Agatha me fez subestimá-la a princípio e talvez isso tenha atrapalhado o meu empenho (sim! Eu tenho uma desculpa!). Para a próxima história, já encomendei o meu quadro de feltro e os post-its para acompanhar o caso com mais afinco.

Falando sério agora, vocês não fazem ideia de como o final deste livro me surpreendeu. Ignorando o lance de ter me sentido trouxa e vibrado com uma possível conspiração bem-sucedida – que depois se provou infeliz – a forma com que a história foi conduzida, te dando todos os fatos e depois vindo com uma avalanche de surpresas que fizeram todo sentido me deixou maravilhada.

“Se confrontado com a verdade, qualquer um que tenha mentido, em geral, confessa, com frequência por pura surpresa. É apenas necessário adivinhar certo para produzir este efeito.”

Como já disse antes, a narrativa da Aghata é bem simples, fluida e envolvente. A trama tem muito diálogo, o que faz com que você leia o livro com bastante rapidez. Não tem lá muita ação, mas em contrapartida existem alguns momentos de suspense e intrigas que você não consegue desgrudar os olhos das páginas.

Resultado de imagem para murder on the orient express fanart

Este foi um belo início com o pé direito para conhecer as histórias da Rainha do Crime. Agora estou muito ansiosa para assistir ao filme e conferir se ele faz jus à obra. Veja o trailer.

Se você postergou a leitura dos livros da Agatha Christie como eu, aproveita e leia logo de uma vez! Tenho certeza que Assassinato no Expresso do Oriente, o livro mais popular da autora, é uma ótima forma de começar. Estou bastante interessada em conhecer as outras histórias dela, principalmente as protagonizadas por Poirot.


Assassinato no Expresso do OrienteTítulo: Assassinato no Expresso do Oriente
Autor: Agatha Christie
Tradução: Archibaldo Figueira
Editora: Nova Fronteira
Ano: 1979
Páginas: 194
Skoob | Goodreads | Amazon

SINOPSE: Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Uma americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.

10 comentários

  • Bya (Paixões Literárias)

    Oie
    Eu amo os livros da Agatha Christie, só li 7 até agora mas agora pretendo ler todos e reler os mais antigos que li dela, porque já esqueci de boa parte dos detalhes. O assassinato no expresso do oriente não é meu preferido dela, mas sem dúvida é uma ótima leitura. Amei a resenha. Fico feliz por ter gostado.
    Bjos, Bya! 💋

  • Viviane Oliveira

    Adorei que vc ta participando do #AgathaChristie4Ever 🙂
    E mais ainda que vc adorou Poirot hahaha amo esse personagem!
    Assista a primeira versão da adaptação tb se puder é ótima!.
    E vai se acostumando, a autora sempre consegue nos enrolar e surpreender no final!!!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

  • fabielymiranda

    Oii, adorei sua resenha!!
    Nunca li nada da Agatha mais ouço tantos elogios que não sei ainda por que não li.
    Confesso que sou um fiasco em adivinhar quem é o assassino nas leituras. Mais adoro quando o autor surpreende e me deixa boquiaberta no fim.
    Espero poder ler em breve.
    Beeijos

  • clubedofarol

    Eu sou uma das pessoas que ainda não leu nada da Agatha Christie :(. Vivem me dizendo que ela é ótima, que os livros são maravilhosos, e eu nunca leio, nem sei por qual motivo, rs. Todo ano penso que vou ler pelo menos um e acabo lendo nenhum, rs. Mas esse ano vai, tenho quase certeza.
    Amei tanto a sua resenha que acho que vou começar a ler Agatha por esse livro também, e conhecer o tão famoso Poirot. Nem vou tentar adivinhar o mistério, porque quase sempre erro mesmo, rs.
    Parabéns pela resenha!
    Bjo
    ~ Danii

  • gataliteraria

    Oi Gi, como sempre você arrasando nas suas resenhas! Li esse livro no final do ano passado e também foi meu primeiro contato com essa autora. Minha mãe era muito fã dela. Infelizmente não foi como eu esperava, não gostei muito do livro. O final realmente é surpreendente e não eu esperava por ele, mas achei a narrativa muito lenta e aqueles interrogatórios bem massantes. Ainda tentarei alguma outra obra dela futuramente, quem sabe não mudo de opinião.

  • Jéssica Faustino

    Iai, Beleza?
    Agora eu finalmente sei do que se trata “Assassino no E. Oriente”! Lia o pessoal comentando bastante, mas nunca pesquisei a fundo. Ótima resenha por sinal. ^^ Estou lendo A Testemunha da Nora Roberts e estou curtindo esse tipo de leitura, estou pensando em dar uma chance a este livro da Agatha Christie.

    Jessie do blog Cacto Florido,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *