RESENHA

Black Hammer vol. 2 – O Evento, Jeff Lemire

Em Black Hammer: O Evento, continuamos acompanhando a jornada dos ex-heróis exilados em uma fazenda após salvarem o mundo em Spiral City. Porém, agora também temos a presença de Lucy, a filha de Black Hammer.

Lucy não só representa uma nova esperança para os heróis, porque se de alguma forma ela conseguiu chegar até esse lugar (localizado fora dos limites do tempo) eles talvez podem encontrar uma saída, assim como ela também chega com uma energia revigorada, disposta a entender como a cidade funciona.

Contém informações do primeiro volume.

Resenha – Black Hammer: Origens Secretas

Como na primeira edição, cada fascículo foca em um determinado personagem, explorando seu passado e alimentando suas camadas. Black Hammer finalmente é apresentado, conhecemos sua origem, seu papel durante o confronto com o AntiDeus e também a causa de sua morte. Confesso que este último me surpreendeu bastante, porque não foi dessa forma que eu imaginei que ele havia morrido. Foi muito mais cruel e chocante.

Aliás, a história está mais densa e dramática. A trama começa a ganhar mais peso e se torna mais complexa à cada página. Cada vez mais você acredita que sair desse local será uma tarefa impossível, e aceitar essa condição e viver em paz como Abraham deseja também não será fácil. Os personagens estão perto de atingir o seu limite e muitos deles tomam decisões precipitadas, proporcionando mais intrigas e situações complicadas. Dessa forma, e também com a presença de Lucy, o enredo começa a se mover de forma inesperada.

Lucy ainda não foi atingida pela onda de desesperança que assola os demais heróis que vivem na fazenda. Sem saber como chegou até lá, ela dedica todas as suas forças e a mentalidade aguçada de uma boa jornalista para conhecer a cidade mais afundo e entender como as coisas funcionam. E quanto mais ela pesquisa, mais fatores enigmáticos circundam o local e o afasta da realidade que todos conhecem.

Alguns personagens entre os heróis parecem saber mais do que os outros. Inclusive, eles tomam algumas atitudes duvidosas e fazem o possível para escondê-las. Sendo assim, você começa a desconfiar de todos e fica cada vez mais difícil decifrar quem está dizendo a verdade, ou se alguém está envolvido com o problema do exílio.

Coronel Weird continua sendo para mim o personagem mais intrigante. Ele tem acesso ao passado, presente e futuro, por isso sabe como tudo irá terminar. Não dá para saber a motivação de suas ações, se ele está contribuindo para um futuro inevitável, ou se há algo além disso. Também temos acesso à origem de Talky-Walky, sua companheira robô.

Essa parte em especial me deixou bastante surpresa por causa da apresentação dinâmica dos quadrinhos e desenhos. Eles se destoam dos demais por sua criatividade, sem se deixar desconectar com o restante da história. Mais tarde descobri que o ilustrador responsável por esse fascículo foi o espanhol David Rubín, o que justifica a diferença. Seus traços ousados combinaram perfeitamente com o tom psicodélico que a trama de Weird carrega. Por outro lado, as ilustrações de Dean Ormston também continuam incríveis. A paleta de cores utilizada por Dave Stewart contrasta muito bem com o aspecto da história e é essencial para transmitir o tom melancólico e nostálgico dela.

Black Hammer: O Evento consegue ser melhor e surpreender mais que o primeiro volume. Apesar de termos um vislumbre sobre o fatídico evento quando os heróis salvaram o mundo, ainda não sabemos o que realmente aconteceu. O mistério que os cerca cresce e se torna cada vez mais complexo. Os elementos enigmáticos te fazem querer ler tudo de uma vez só, mas não é suficiente. Ao terminar a leitura, o sentimento de desespero é inevitável, porque a história termina de uma forma que você só consegue desejar a sua sequência.

Como citei na minha primeira resenha, Black Hammer é um prato cheio para quem gosta de super-heróis e também um bom desenvolvimento de personagens, porque por mais que você pense que já os conhece, suas camadas são muito mais profundas, e cada vez mais você se surpreende com suas ações. Estou mais do que ansiosa para continuar entendendo os ex-heróis e finalmente desvendar os mistérios que cercam Black Hammer.

Exemplar cedido em parceria com a editora.


Black Hammer

Título: Black Hammer: O Evento (vol. #2)
Autor: Jeff Lemire, Dean Ormston (ilustrador), David Rubín (ilustrador) e Dave Stewart (cores)
Tradução: Fernando Scheibe
Editora: Intrínseca
Ano: 2018
Páginas: 176
Skoob | Goodreads | Amazon

Sinopse: No primeiro volume da história, eleita Melhor Série Original de 2017 pelo Eisner Awards, fomos apresentados aos cinco ex-heróis e suas trajetórias pessoais. Depois de salvar o mundo numa batalha épica, eles se viram presos numa cidade que mais parece uma realidade paralela, e agora acumulam dez anos de frustrações, pois são obrigados a se passarem por pessoas comuns. Uma visita inesperada consegue romper com as barreiras invisíveis que levam até a fazenda, e com ela pode ter chegado também a chance de esses heróis finalmente saírem do purgatório.

7 Comentários

  • Tatiana Castro

    Olá!
    Nossa, com nunca ouvi falar dessa série?! É a cara do meu irmão, que me apresentou o universo dos heróis e das artes gráficas.
    O que maise chamou atenção é que nesse segundo volume você se foi uma evolução psicológica dos personagens e um tom mais sombrio e profundo. Acho que é isso que imortalidade uma obra desse gênero. Já quero acompanhar os ex-heróis.
    Bjs!
    gatitaecia.blogspot.com.br

  • Viviane Ferreira Oliveira

    Que ilustrações de traços lindos, e que jogo de cores! É de se apaixonar!!
    Eu amo personagens bem desenvolvidos, nos prendem muito mais e é mais facil de entender tb.
    SUper heróis tb são meu forte hehehe
    Sua resenha conseguiu trazer a essencia dessa história, não tem como não se apaixonar!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

  • Joyce Santos

    Faz tanto tempo que li quadrinhos nesse estilo. na minha adolescência.
    Mas quero que isso mude ano que vem, quero ler de tudo um pouco, sair da minha zona de conforto sabe.
    Então, já vou anotar essa sua super dica aqui, essa história parece ser demaiiiiis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *