• Resenha | O Navio Arcano – Robin Hobb

    “Afaste a ansiedade. Quando se preocupa com o que poderia ser, você deixa
    de desfrutar o agora”.

    Cada vez mais me pergunto porque demorei tanto para me encontrar com Robin Hobb. Este é o meu primeiro contato com a autora e admito que foi uma espécie de amor à primeira história. Minha falta de experiência com a escrita dela fez toda a diferença no início da leitura, porque sem saber o que esperar, não fui com muita sede ao pote. E acho que isso a princípio foi fundamental, já que a narrativa de Hobb é lenta, um pouco densa e com capítulos longos, porque ela constrói os ambientes de forma precisa e tece os acontecimentos sem pressa, com muita destreza. Para mim, essa forma de leitura foi extremamente válida, porque com muita facilidade me vi imersa dentro da história, vivenciando cada ambiente e acompanhando com muito interesse o desenvolvimento dos personagens.

  • Melhores Leituras de 2017 | Top 12

    Olá, abduzidos!

    Tudo pronto para divulgar o meu top 10, aos 45 do segundo tempo eu terminei de ler O Navio Arcano, um calhamaço que atrapalhou todo o meu cronograma. Só que, também na hora de colocar as escolhas no papel, me lembrei de um livro que não poderia ficar de fora. Então, ao invés de ficar na sofrência (de novo, porque chegar ao top 10 não foi fácil), decidi ser diferentona e mostrar pra vocês as minhas 12 melhores leituras de 2017.

    Para conseguir chegar a esse número, eu decidi estabelecer uma única regra, que é não repetir o autor e escolher uma única obra para representar o seu lugar no palanque. A partir do top 3 não existe uma ordem de preferência, todos os livros estão em pé de igualdade para mim.

    Que rufem os tambores!