• 5 Motivos

    5 motivos para ler | Flores para Algernon, Daniel Keyes

    Já perdi as contas de quantas vezes tentei escrever algo sobre esse livro. Finalizei a leitura de Flores para Algernon em dezembro do ano passado, e desde então venho tentando transmitir tudo o que ela significou para mim. Mais do que falar sobre esse livro, desejo fazer com que o máximo de pessoas o leiam também. Poderia listar inúmeros motivos para vocês darem uma chance para conhecer essa história, mas vou me abster nos principais, que realmente a fizeram dela especial para mim.

  • RESENHA

    Resenha | A Quinta Estação, N. K. Jemisin

    N. K. Jemisin foi a ganhadora do Hugo Awards três vezes consecutivas pela série A Terra Partida, com os livros A Quinta Estação, O Portão do Obelisco e The Stone Sky (título ainda não traduzido no Brasil) respectivamente. A premissa da série apresenta elementos de fantasia e também de ficção científica, meus dois gêneros favoritos. Tudo isso para dizer a vocês que iniciei essa leitura sem saber muito o que esperar dela, ao mesmo tempo que nutri todas as expectativas possíveis.

  • RESENHAS

    Resenha | Santuário dos Ventos – George R. R. Martin e Lisa Tuttle

    “Porque depois que você experimenta voar,
    Passa a andar pela terra com os olhos postos no céu;
    Pois terá estado lá,
    E sentirá vontade de voltar”.
    – Leonardo da Vinci

    Santuário dos Ventos, escrito por George R. R. Martin e Lisa Tuttle, é um dos lançamentos recentes da editora Leya. Quando se trata de George R. R. Martin, um dos responsáveis por eu gostar tanto de livros de fantasia, qualquer título que leva o seu nome naturalmente me chama atenção.

  • RESENHAS

    Resenha | Encarcerados – John Scalzi

    John Scalzi tem um estilo de narrativa estimulante e viciante. Mesmo quando você está diante de inúmeras informações que dão um nó na sua cabeça, não consegue diminuir o ritmo de leitura; você quer ler mais e mais. Encarcerados segue um estilo completamente diferente da série Guerra do Velho, mas o autor foi capaz de apresentar um mundo tão impressionante quanto.