Resenha | Frida e Trótski – Gérard de Cortanze

“Por que preciso de pés para andar se tenho asas para voar?”

Frida e Trótski é um dos lançamentos recentes da editora Planeta. O romance histórico traz um pouco do relacionamento tórrido entre Frida Kahlo e León Trótski, um líder soviético e perseguido político. Depois de anos sendo perseguidos por fascistas e forças stalinistas, León Trótski e sua esposa Natalia Sedova conseguem exílio no México e são acolhidos por Frida Kahlo e seu marido Diego Rivera, oferecendo uma de suas casas como moradia e incluindo os dois entre seu círculo de amigos.

Desde o primeiro contato, Frida e León se atraem um pelo outro e uma amizade sincera surge entre os dois. Mas não é só isso. Com o tempo, Leon se sente cada vez mais atraído pelos encantos e a inteligência de Frida, até que o relacionamento entre eles começa a se intensificar.

Como cenário para este romance, temos a vivacidade e a magia do México. Vivenciamos toda sua cor, cultura e culinária, inseridos em um contexto histórico e político agitado, com o México num período pós-revolucionário e a Europa prestes a entrar na Segunda Guerra Mundial.

“O México, na sua superfície, é muito agradável. O sol brilha todos os dias, lindas flores decoram as árvores, há uma festa em cada esquina, mas na realidade esse lugar exala uma atmosfera cruel, penosa, destruidora”.

Este é o primeiro livro que leio sobre Frida, e admito que me sentir próxima dela foi o que mais gostei durante a leitura. Descobri um pouco sobre o espírito livre e revolucionário de uma mulher à frente do seu tempo, e também seus anseios e motivações. Senti suas angústias através de uma vida cheia de dores físicas, e mesmo sempre rodeada por várias pessoas, sua solidão. Quando era criança, Frida contraiu poliomielite que deixou como sequela uma lesão no seu pé esquerdo. Na adolescência, sofreu um acidente grave e teve inúmeras fraturas, precisando passar por mais de 35 cirurgias, o que também a impediu de ter filhos.

Mesmo em meio a todos esses problemas, Frida sempre se mostrou alegre, apaixonada pela arte e pela vida. Com a ajuda de tintas a óleo, transportou muitos dos seus sentimentos mais intensos para as telas, por isso podemos identificar diversos momentos de sua vida em suas obras. Elas carregavam um estilo próprio, e apesar de ser considerada uma artista surrealista, a própria afirmava que pintava a sua realidade.

Frida também levava uma relação cheia de altos e baixos com Diego, resultando em um casamento conturbado. Entre brigas, traições e separações, Frida encontrou em Trótski a oportunidade perfeita para retaliar todo o sofrimento causado por Diego. Trótski, apesar de estar fascinado por Frida, amava sua esposa, ao mesmo tempo que também era um mulherengo. Aliás, o livro dá bastante foco aos inúmeros relacionamentos e amantes do quadrado amoroso.

Frida e Trótski: a história de uma paixão secreta é um livro rápido, com capítulos curtos que facilitam a leitura e passagens um tanto poéticas. Não se trata de uma biografia, Gérard de Cortanze apresenta um romance balanceado entre ficção e realidade, elaborado a partir de pesquisas, cartas, diários e hipóteses no qual o autor admite ter tomado a liberdade para preencher alguns espaços. Para quem tem curiosidade sobre o relacionamento entre Frida e Trótski, ou até mesmo sobre a vida de Frida Kahlo, é uma ótima leitura.

Exemplar cedido em parceria com a editora.


Frida e TrótskiTítulo: Frida e Trótski: A história de uma paixão secreta
Autor: Gérard de Cortanze
Tradução: André Telles
Editora: Planeta
Ano: 2018
Páginas: 288
Skoob | Goodreads | Amazon

SINOPSE: Quando o coração de uma das pintoras mais cultuadas de todos os tempos encontra o de um grande revolucionário.
1937. Perseguidos pelo fascismo e pelas forças stalinistas, Leon Trótski e sua esposa, Natalia Sedova, fogem para o México, onde pedem asilo. Frida Kahlo e Diego Rivera oferecem abrigo aos dois russos, que são então acolhidos não apenas na célebre Casa Azul, mas também no agitado círculo de amigos intelectuais e artistas do casal mexicano. Depois de anos repletos de perigos e conflitos com o governo de seu país, os Trótski enxergam na hospitalidade de Frida e Diego um raio de esperança, a quase certeza de dias melhores.
No entanto, a paz de Leon parece ameaçada pelos encantos e pela extravagância de Frida, mulher brilhante, sensual, livre e em constante ebulição, colocando o escritor em um conflito interno entre o dever e o desejo.

A Cidade do México, sempre tão colorida e caótica, equilibrada entre a magia e a loucura, é palco da história desses dois amantes, dispostos a aproveitar cada encontro como se fosse o último. Mas a morte espreita a cada esquina, e os perseguidores do revolucionário russo estão prestes a encontrá-lo. Nessas circunstâncias, o amor pode ser uma urgência, mas a luta, um imperativo.

7 comentários

  • Viviane Almeida

    Olá, como vai? Eu nunca tinha lido nada sobre esse livro e já estava aqui me perguntando ser é uma história verídica ou ficcional, quando encontrei a parte explicativa do seu texto..rs! Achei esse livro muito interessante, principalmente por ter uma parte que mostra a realidade e também por contar um pouco da história de uma grande artista.
    Amei a sua indicação e vou procurar o livro para comprar!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

  • Jéssica Rabelo

    Oi Gisele. Tudo bom?
    Eu lembro de ter contato com a Frida no filme Viva A Vida É Uma Festa que, apesar de ficcional, me deu bastante vontade de conhecer mais dessa autora. Na faculdade estou com planos de estudar ela também. Achei bem legal a ideia do livro de trazer esse romance real e tão cheio de emoções. Amei sua resenha. Espero ter a oportunidade de ler essa obra.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

  • Jéssica Faustino

    Oi, oi, tudo bem?
    Vejo com frequência a imagem de Frida sendo usada na internet, em especial pelas mulheres. Mas acredita que nunca pesquisei a fundo sobre ela? Então está sendo a primeira vez que leio um pouco sobre a mesma aqui, em sua resenha. Eu também fiquei em duvida se “Frida e Trotski” sob a autoria de Gerard era uma biografia (ou até parte do romance de uma) ou não, até você explicar, haha. Enfim, a edição está bem bonita.

  • Eloise

    Oi Gisele,
    Tenho muita curiosidade de saber um pouquinho mais sobre a história de Frida (mesmo que seja um livro que tenha em parte ficção) sem mencionar que seria ótimo ler este livro para sair um pouco da minha zona de conforto. Adorei saber que é uma leitura com capítulos curtos e com passagens poéticas, parece ser aquela leitura fluida e deliciosa.

    Adorei a resenha, já quero adquirir!
    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com/

  • Viviane Oliveira

    Não tinha ouvido falar desse livro ainda. Mas conheço um pouco da história da Frida e acho incrível tb. Acho que como vc, eu vou ficar bem envolvida nessa leitura cheia de detalhes sobre ela e a cultura do México 🙂

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

  • fabiely

    Oii tudo bem?? Que livro incrível!! Ja ouvi muito sobre a Frida, mais esse livro parece permitir ao leitor se sentir mais pertinho dela e compartilhar de suas experiências, o que eu acho incrível, sem falar a ambientação descrita, que permite vivenciarmos os aromas e cores do cenário.
    Fiquei super encantada com todo contexto!
    Espero ler em breve!
    Beijos

  • Jacqueline Vasconcelos

    Oi, tudo bem ?

    Nossa não conhecia o livro,mas fiquei encantada com a resenha, a qual achei bem rica e linda de ler. A sinopse, capa e todo o enredo estão bastante atrativos e amei os quotes ressaltados eles complementaram a resenha de forma bastante positiva. Com certeza uma ótima dica de livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *