Para cada autor, uma autora.

Olá abduzidos, tudo bem com vocês?

Nunca é tarde para construir metas, ainda mais quando estamos consideravelmente no início do ano. Quando se trata dos meus gêneros favoritos, fantasia e ficção científica, infelizmente temos autores predominantes do gênero masculino no mercado, o que vem mudando (muito) aos poucos.

Fiz um levantamento rápido das minhas leituras do ano passado voltadas a esses gêneros, e percebi que acabei por ler mais livros escritos por homens do que mulheres, algo que pretendo mudar.

Depois de tanto tempo lutando por espaço, o mercado como um todo finalmente está mudando, dando mais oportunidades para autoras mulheres, e nós precisamos valorizar isso. Essa conjuntura ainda está engatinhando para o que consideramos ideal, um mercado que dá a mesma oportunidade para escritores independentemente do gênero.

E isso também se reflete aqui no Brasil, quando olhamos para 2017 e vemos títulos de grandes autoras que finalmente estão tendo oportunidade. O maior exemplo disso é Kindred, da Octavia E. Butler, uma autora renomada que carrega o título de primeira dama de ficção científica, mas que demorou mais de quarenta anos para ter um título traduzido aqui.

Confira a resenha de Kindred – Laços de Sangue, Octavia E. Butler.

Com isso, decidi não repetir o mesmo feito do ano passado. Então para cada livro lido de um autor, também me disponho a ler um livro escrito por uma autora, no mínimo. Até então, o saldo do ano está está bastante equilibrado, o que está me deixando muito feliz.

Isso me fez rever alguns livros que adicionei à minha meta literária e tive que fazer certas mudanças. Algumas autoras já faziam parte dela, como Robin Hobb, N. K. Jemisin e Octavia E. Butler, mas também pretendo dar oportunidades para Ursula K. Le Guin, Marion Zimmer Bradley e Margaret Atwood, além de outras que com certeza vão acabar cruzando o meu caminho durante esse período.

Alguns livros que pretendo ler este ano:

Obs: Kindred foi a primeira leitura do ano, então adicionei o próximo livro da Octavia que será lançado pela Morro Branco em 2018. As Brumas de Avalon é uma das minhas leituras atuais, e O Conto da Aia está na TBR deste mês.

Com esse time de autoras à minha disposição, como é que eu ainda não li os seus livros que já foram publicados aqui no Brasil? Quanto mais penso no assunto, mais enxergo a necessidade com que precisava deste novo posicionamento.

Há outras inúmeras autoras que pretendo ler e conhecer este ano, mas por hora, coloquei apenas algumas, por questões de necessidade – como fã dos gêneros, considero essencial conhecer esses trabalhos renomados.

Lembrando que, se eu for colocar todos os livros que li no ano passado, li sim, mais livros escritos por mulheres do que por homens. Mas a cobrança vem com relação aos gêneros que mais leio e que consequentemente são os meus favoritos, fantasia e ficção científica.

Me diga quais são as autoras desses gêneros que vocês gostam, e de quebra, me indiquem os seus livros favoritos delas. Vou adorar aumentar e tornar essa lista imensa <3

 

10 comentários

  • Elisabete Finco

    Então, eu quase não leio livros escritos por homens, até mesmo os de fantasia são mulheres que escreve. Mas vou ser honesta, desde que a história seja bem escrita eu não me pego em cor ou gênero de escritor. Creio que esse é um problema muito mais de editora (que não publica) do que o leitor se preocupar com isso. Em todo caso acho uma discussão válida. beijos ~ Elis Blog Pretenses

    • Gisele Lopes

      Olá, Elis! Creio que a ideia seja exatamente essa, não nos apegarmos a cor ou gênero do escritor. Porém, diante de um mercado tão desigual e que favorece um gênero em demasiado, a discussão é válida. Por isso que reforço o quão necessário é este meu reposicionamento – mas respeito os demais. Representatividade é extremamente importante, e no momento em que nos encontramos, creio que valorizar isso seja essencial.

  • Jessica Rabelo

    Oii Gih. Eu amei sua iniciativa. Ultimamente tenho percebido que novas autoras surgem com maior frequência que autores. O que mostra uma virada na roda desses gêneros muito gratificante.
    Não sei quais autoras destas que vou citar você já leu, mas elas são incríveis.
    1. Terry Teri que escreveu a trilogia Reiniciados e que tem um dom para distopia.
    2. Michelle Hodkin que vem entre a fantasia e o terror com Mara Dyer de forma bem evolutiva.
    3. Gyllian Flynn no suspense/drama com obras feitas para surpreender e pensar.
    Cada uma delas é espécia para mim. São mulheres que fazem a diferença.

    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

  • Cecília Justen de Souza

    Genial! Tenho muito o que falar sobre essa sua ideia, mas tudo se resume a: Genial! Incrível, sensacional! Pensando que essa semana teve o dia das mulheres, nada melhor do que isso. Nós lemos tantos livros com autores que acabamos perdendo obras magnificas de autoras. Espero que esse ano seja bem equilibrado para você e pretendo fazer o mesmo. Quero ler “O Conto da Aia” o mais em breve 🙂

    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

  • Eloise

    Oi Gisele,
    Amei a sua proposta de buscar ler mais livros do gênero escrito por autoras . Dos citados, eu sou louca para ler As Brumas de Avalon e O Conto da Aia, mas já anotei aqui todos os outros também haha<3

    Não sei você já leu algum deles mas segue minhas sugestões:
    *Erin Beaty- O Beijo Traiçoeiro (fantasia, YA e romance)
    *Tess Gerritsen – Segredo de Sangue (ficção, mistério e Thriller)
    *Mary Shelley – Frankenstein (ficção científica, romance gótico)
    *Tem a Ursula K. Le Guin -não li ainda nada dela mas ela se destaca em fantasia e ficção científica, inclusive a Arqueiro tem livros dela.

    Ótimo post!
    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com.br/

  • Aline Bettú Bechi

    Olá, tudo bem?
    Muito legal a sua colocação! Eu nunca parei para olhar se leio mais homens ou mulheres, mas com certeza farei isso.
    Ficção cientifica realmente é um gênero em que se encontra mais homens como autores, do que mulheres, mas elas vem se destacando cada vez mais no gênero. Eu leio muito thriller e tenho lido bastante autoras do gênero, e posso dizer que tem sido incrível.

    Parabéns pela atitude!
    Beijos, Ally.
    Amor Literário

  • Gabrielle

    Agora em abril começarei As brumas de Avalon, espero gostar tbm. Tô louca pra ler Kindred e ainda esse mês pretendo finalizar O conto da Aia.
    Adorei o post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *